127Visualizações |  Like

EEGenerating Skills | Pedro Mexia – “A utilidade dos conhecimentos inúteis”

A Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho recebeu, no passado dia 26 de setembro às 17h30, no auditório 0.03 da EEG, Pedro Mexia para falar sobre “A utilidade dos conhecimentos inúteis” na sessão de abertura do Programa de Desenvolvimento de Competências Transversais da EEG (EEGenerating Skills).

Num mundo em acelerada mudança e cada vez mais complexo, quais são os conhecimentos mais importantes ou, como nos habituamos a pensar, mais úteis? Excel? Stata? R? Bases de dados? Planeamento e organização? Tecnologias de informação? Estas são algumas das perguntas que marcarão a abertura de mais uma edição do programa EEGenerating Skills. Sobre elas, Pedro Mexia pouco ou nada terá a dizer. Em vez disso, o escritor, crítico e comentador discute a utilidade dos conhecimentos inúteis – ler um poema ou um romance, observar um quadro ou ver um filme. Podem estes conhecimentos ser uma ferramenta para nos conhecermos e compreendermos melhor a nós mesmos, sermos mais criativos, apurarmos o nosso sentido crítico, termos mais empatia com os outros e maior capacidade de comunicação? Haverá, afinal, utilidade nos conhecimentos inúteis?

Pedro Mexia nasceu em Lisboa, em 1972. Licenciou-se em Direito pela Universidade Católica. Escreveu crítica literária e crónicas para os jornais Diário de Notícias e Público, sendo atualmente colaborador do semanário Expresso. É um dos membros do Governo Sombra (TSF/TVI 24). Foi subdiretor e diretor interino da Cinemateca Portuguesa. Publicou vários livros de poesia e crónicas, e organizou volumes de obras de outros autores. Em 2015 e 2016 integrou o júri do Prémio Camões.

ECTS: 0.25

Vagas: 120

Inscreve-te!

Prazo de inscrições e de cancelamento: 23 de setembro de 2018